domingo, 17 de setembro de 2017

O Penico - update

Claro que não é um update sobre o penico - até porque ainda não tinha aqui falado dele. 
Quero mesmo é aproveitar a oportunidade (já que vou falar sobre o penico) para vos fazer um apanhado da evolução da pequena Maria Inês - acho que vos estou a dever essa já há algum tempo.

Como sabem (ou leram aqui) a Maria Inês completou o seu primeiro ano de vida no passado dia 25 de Junho.
Aos 12 meses de idade há uma série de mudanças, principalmente no que à alimentação diz respeito. Já podemos começar a introduzir tudo e mais alguma coisa que até então era proibido.
Mas digam lá: quem é que nunca passou um geladinho pelos lábios do bebé, um bolinho ou uma garfada da nossa comida, só para ver a reacção? Às vezes é tentador... e diga-se de passagem, desde que sejam saudáveis e não façam alergias, podemos ir tentando de tudo um pouco (q.b., claro!). É óbvio que não vou dar uns camarões à gaiata ou uma costeleta cheia de gordura mas, como diz a nossa médica, já não há grandes regras na alimentação das crianças - desde que tenhamos atenção às reacções e não introduzamos muitos alimentos novos de uma vez.





A Maria adora pêssego!


Bem... isto tudo para vos dizer que a Maria Inês é um belo garfo e dificilmente fecha a boquinha quando se trata de comer. 
Engasgar-se? O que é isso? 
E não é que a miúda é desenrascada? Ela quer é dar ao dente, mesmo que ainda só tenha 8 (dentes)!
Ainda não descobrimos nada que ela não goste. Desde frutas, sopas, carne ou peixe... até pizza a Maria come. Sim pizza! Tudo muito básico mas pizza!

Mas atenção que a miúda é esperta e sabe o que é bom! Ela gosta de comer mas não abdica da maminha! 
Verdade. Ainda tenho que despender do meu sono para dar mama à menina durante a noite ou mesmo durante o dia, sempre que me apanha em casa. E é maravilhoso ver as acrobacias da Maria enquanto mama. É uma verdadeira artista!
Já as minhas olheiras não são nada agradáveis de se ver.

E já anda? - Perguntam vocês.

A Maria gosta muito de andar - quase que corre - mas agarrada às nossas mãos. Provavelmente ainda se sente insegura e assim que a largamos senta o rabiosque no chão. Às vezes até agarra sozinha no andarilho e põe-se a andar... mas se não tem onde se agarrar, lá vai ela a gatinhar. Uma preguiçosa!
E ainda há o pequeno pormenor de querer andar sempre descalça. Nem as meias se aguentam nos pés 15 minutos... qualquer dia vai para a tropa e não sabe andar de sapatos!! Não há condições.




Lá está ela de rabiosque no chão (e sem sapatos)!


Falar também não é com ela.
Se há uns bons meses atrás a Maria Inês dizia papá, mamã e papa, atualmente diz mamã e é só mesmo em último recurso.
O mal talvez seja que toda a gente a percebe. Assim sendo a Maria acomoda-se aos seus balbuceios e até refila quando acha que deve - mas sempre em "bebéguês"
Ainda assim quase conseguimos ter diálogos com a criança: nós falamos e ela responde com acções. A mamã diz: "Vamos tomar banho" - e a Maria começa a tirar a fralda. "Vamos por creme à menina" - a Maria deita-se para  esfregarmos o creme no corpo e ainda ajuda a esfregar. "Queres água?" - e a Maria aponta para o copo. "Limpa a boca." - e a Maria pega no pano e limpa a boca.
Enfim... um sem número de interações que conseguimos ter com a menina mesmo sem ela se expressar por palavras. Como é que ela não há-se ser preguiçosa!?!


Ah, mas era para falar do penico certo? [Ou bacio, como preferirem.]

A Maria Inês tem só um ano e dois meses e claro que ainda é cedo para deixar as fraldas (na minha opinião). Mas, por piada, na muda da primeira fralda, ao acordar (no fim de semana passado), sentei-a no penico só para ver a reacção dela e perguntei "queres fazer chichi"? Como é óbvio a menina não me respondeu e nem eu estava à espera que tal acontecesse mas fiquei a admirar a expressão dela até que... comecei a ouvir o líquido a cair no fundo do recipiente!! Desatámos a festejar e bater palmas... e até o penico deu sinal! É que o penico da Maria dá música quando "percebe" que tem algo lá dentro. É um som giro, tipo os que ouvimos em alguns jogos, como se dissesse "vitória". Ficou-se por ali e voltei a por-lhe uma fralda. 
Mais tarde, já depois da sesta da manhã, voltei a fazer a fazer o mesmo. Sentei-a no penico e lá ficou ela uns minutos. Muita concentração e... não é que a menina fez um cocó no penico?!! 
Pronto, mais festa, mais gritos, mais palmas, elogios, mas sem música porque o penico não tocou!! Vá-se lá entender estas novas tecnologias.




A poltrona da Maria!


Bem...  feitas as contas, já poupei duas fraldas este mês!

10 comentários:

  1. A Maria Inês é mesmo desenrascada e, pelos vistos, adaptou-se bem ao penico! :D
    beijinhos

    amarcadamarta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Achei incrível foi como ela percebeu para que era aquilo.
      Podia tê-la posto no penico e ela simplesmente ter brincado ou ter saído.

      Eliminar
  2. Mesmo!! Eu continuo a preferir o verão, também. Sem sombra de dúvida :P O outono é bom precisamente para apostarmos em mais peças! Só isso :P

    Tão bom vê-la a evoluir :D Daqui a dias está super crescida e já não a seguras em casa. Tenho saudades de ver os meus primos assim :P

    NEW OUTFIT POST | Today is D-DAY. When DREAMS COME TRUE.
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já dentro de casa é dificil segurá-la... nem quero ver quando for fora de casa! 😊😊
      Beijinhos Miguel

      Eliminar
  3. Fralda a fralda enchem os pais o papo (ou algo parecido)! :D

    ResponderEliminar

Diz-nos o que achaste. O teu comentário é sempre bem-vindo.
Obrigada pela visita!