sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Sou comichosa!

Chamem-me o que quiserem: esquisita, mete nojo, manienta, dondoca… “tô nem aí”!
Se há coisa que não suporto é estar numa fila de supermercado e sentir a respiração do vizinho de trás. Sou menina para me virar para trás e solicitar o seu afastamento de imediato. E devo fazer uma expressão tal que a pessoa  manca-se logo, mesmo antes de eu emitir algum som. Se não se mancar faço questão de ser bastante expressiva. 

Não me lixem. A boa educação e o civismo são conceitos bem conhecidos da população em geral. E não é preciso nenhum mestrado para saber pô-los em prática. O bom senso é mais que suficiente. Ah… esperem lá. É outro conceito complicado. Ora bolas!
Mas quem diz a respiração, diz também o odor corporal. Pois.
Infelizmente a falta de higiene é mais comum do que devia. Não sei se vocês se admiram mas eu ainda me espanto quando percebo que há gente que foge do banho! Não consigo mesmo conceber. Eu que, em casa um dia inteiro, com o calor infernal que fez nos últimos tempos (somando ao tamanho que adquiri com a gravidez e que me faz transpirar que nem uma louca), chego a tomar 3 banhos por dia. Sim, 3! Eu sei que a água está cara – e se há quem reclame, sou eu – mas meus amigos… sou adepta da higiene a 100%. E Graças a Deus arranjei um marido que gasta mais água no banho que o resto da família junta! (Hmmm… se calhar é esse o segredo da elegância dele!) Cá em casa ninguém escapa ao banho diário. Ámen! 
O Bernardo parece ter herdado o dom do pai: já toma banho sozinho e, se ninguém o lembrar, esquece-se que tem que sair debaixo do chuveiro. Por estas e por outras é que nunca vamos ser ricos!!

Ainda nas filas: outra coisa que não suporto é a mania que algumas personagens têm de acharem que são mais espertos que o resto do mundo. Acham que se passarem à nossa frente sorrateiramente e com um ar de “o que é isto? Acho que estou perdido” que ninguém dá conta ou que simplesmente os deixa passar com o carrinho das compras atestado até ao teto (eu sei que o carrinho das compras não tem teto, ok!). Os velhotes REFORMADOS têm este dom e não consigo perceber muito bem porquê. Será que têm imenso que fazer em casa que não conseguiram fazer nos outros 364 dias do ano? É incrível como estão sempre cheios de pressa e o resto do pessoal que trabalha e que realmente tem compromissos que se aguente na fila!  
Os cotas não perdoam - se estão mais que cinco clientes na fila, são os primeiros a reclamar com os funcionários e a reivindicar a abertura de mais caixas. Às vezes acontece ser mesmo necessário mas, na grande maioria das vezes, são só eles que gostam de chamar a atenção e também acham que os funcionários se multiplicam. 
Há ainda aquelas senhoras de meia idade que vêm direitas a nós com um saquinho de pão e um pacote de manteiga, metem um ar de coitadas na cara e imploram "Não se importa? Só tenho isto". E eu penso: o quê que leva estas personagens a pensar que as outras pessoas não têm realmente pressa mas simplesmente se limitam a respeitar a regra principal de uma fila que é ESPERAR PELA SUA VEZ?! Se eu deixar passar à minha frente todos os clientes que só vão pagar duas ou três coisas nunca mais saio dali, certo?
A última vez que isto me aconteceu, a senhora em questão não me perguntou nada, mas fez aquela cara de desesperada para sair dali porque só tinha três artigos para pagar. Como eu resolvi ignorar, a senhora não parou de soprar atrás de mim. Mas o que a senhora não sabia é que, apesar do meu ar de pita angelical, eu estava com mais pressa que ela (é sempre relativo, claro) pois tinha à minha espera, em casa, um recém-nascido para ir amamentar e um "puto charila" para dar almoço. E no entanto estava à espera da minha vez. É um bom exemplo do porquê que não devemos julgar o próximo.

Também já tive que pedir licença (mais que uma vez) ao cliente atrás de mim para poder marcar o código pin no terminal do multibanco. Qual é a parte do "o código do cartão é SECRETO" que o tuga ainda não percebeu? Enfim...

Bem isto de ir ao supermercado é uma verdadeira aventura.

E os serviços públicos? Ai os serviços públicos… já estou com comichões - eu disse que era comichosa!
Mas por hoje já chega de comichões que a Maria Inês também já se está a coçar toda à espera da mama. 

Um bem haja e bons banhos!

4 comentários:

  1. Ahahah....prima....realmente....e qd vais no comboio e sentasse ao teu lado uma pessoa que parece que não toma banho à meses.... credo....e tenho que fingir que vou sair na próxima estação só p n sair logo a correr dali...

    ResponderEliminar
  2. Lolol... nos transportes corremos esse risco! 😂😂 É medonho.

    ResponderEliminar
  3. Cada dia melhor... mal posso esperar pelo próximo :) Parabéns prima!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada prima! ;) Ainda bem que gostas. Uma beijoca

      Eliminar

Diz-nos o que achaste. O teu comentário é sempre bem-vindo.
Obrigada pela visita!